sábado, 1 de janeiro de 2011

Concentração


A maior concentração de bancos públicos por metro quadrado.

2 comentários:

Carlos Gomes disse...

Para além da "concentração" de bancos, constata-se ainda a indefinição no que respeita a opções estéticas, constituindo aliás um paradigma do que actualmente se passa em Ponte de Lima: bancos de madeira e bancos de ferro, cores sóbrias e cores garridas, linhas rústicas ou modernas mas sempre em quantidade exagerada, sem equilíbrio e com evidente falta de bom senso e bom gosto. Da pobreza de outras eras caiu-se no exagero e no ridículo... isto lembra a quantidades de bonecos que agora infestam a vila. O que se seguirá?

MONALISA disse...

Xi!!! Já tinha visto isto, está horroroso e, ao virar das esquina, ainda tem um vaso azulão.