quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

O Bar do Arnado

Com o lamentável incêndio que destruiu na sua quase totalidade o bar do Arnado perdeu-se um atraente foco de lazer da vila. É urgente a sua recuperação como equipamento de apoio e dinamização do parque do Arnado tão procurado por famílias e crianças. Este parque contém em si características que os novos jardins não conseguiram igualar; um espaço despojado com um amplo relvado e sombreamento muito eficaz para o desporto e controlo das crianças. No entanto, o restauro do bar poderia ser pensado como uma oportunidade para dotar este parque de novas valências que em muito o poderiam beneficiar. Como já alertou Nuno Matos, seria mais sensato afastar uns metros a construção de forma a dar protagonismo e não desequilibrar o cruzeiro existente, e que joga de forma axial com o parque. Ao colocarmos em primeiro plano o cruzeiro julgo que seria possível aumentar o edifício longitudinalmente, enquadrando a largura do parque. Poderia ser um equipamento que assumisse um carácter de multifuncional mas sempre com um perfil efémero. Para além de bar poderia ser restaurante, centro expositivo e até integrar uma biblioteca de jardim ou ludoteca como acontece no Palácio de Cristal no Porto. Para além disto o projecto poderia incluir um apoio a bicicletas e afirmar-se como ponto de chegada/partida da ecovia, assim como equipamentos de apoio ao projecto abandonado da Praia Fluvial do Arnado. A descrição do programa pode parecer exagerada para um local que se quer eminentemente natural mas julgo que seria possível concretizá-lo de uma forma bastante silenciosa e respeitadora. Para além disto, acredito que a superfície relvada poderia beneficiar se o actual percurso que "rasga" o verde fosse redesenhado de forma a processar-se lateralmente.

1 comentário:

ALFF disse...

Bem, depois de ter lido no Cardeal Saraiva e de ver o teu desenho, percebi porque é que as pessoas boicotaram a obra, que até aqui ainda não tinha lá chegado, exactamente porque não esta visão de reconstruir, da mesma forma que tu.

Achei muito curioso foi o comentário do nosso Presidente que diz que toda agente critíca mas no final vêm elogiar.

Eu só gostava que ele dissesse quem é que elogia, todas as coisas que têm vindo aqui a ser debatidas e que infelizmente apara além de ti, pouca ou nenhuma crítica construtiva se vê.

É tão fácil falar mal é verdade, mas apresentar soluções como tens feito de forma tão coerente e sensata não percebo como é que não te pedem opinião antes de qualquer intervenção. A ti e a pessoas que sabem o que fazem, no que à arquitectura no seu global diz respeito.

Só espero mesmo que este lugar sai a ganhar pois é um dos meus recantos. Tem uma vista fantástica sobre e vila. É um espaço arrebatador, inspirador e calmante.