sábado, 29 de agosto de 2009

Arquitectura contemporânea em Ponte de Lima (III)




Restaurante Sto. Ovídio
Traços D´arq - arquitectura


6 comentários:

Anónimo disse...

Projecto super-interessante! Já o tinha visto no site da Traços D'arq. É mesmo para realixzar ou é apenas um estudo? A arquitectura limiana está mesmo em alta, parabéns!

MONALISA disse...

Mais um edificio ' a la Eduardo'. É bonito, mas este género já enjoa um bocado.

Anónimo disse...

O conceito do edificio é o seguinte: na zona do aterro apelidado de miradouro ( parte arredondada antes da plataforma da capela) engavetar o edificio.Este fica acessivel a partir da sua cobertura. A entrada principal acontece entre os dois oculos, como que de uma mira de um binóculo se tratasse. O nome do edificio é binoculo. A visão é de 180 graus. As caixas de vidro que aparecem nas laterais são as "orelhas do Santo Ovidio". Permitem a tal leitura optica de 180graus que referi. Brevemente colocarei as plantas e descrição do edificio,bem como o arranjo urbanistico do Monte de Santo Ovidio no nosso site www.tracosdarq.pt

Duarte Cerqueira

Anónimo disse...

mas esse edifício não foi projectado no municipio???quando o arquitecto esteve lá???

Anónimo disse...

Foi projectado na altura em que eu estive no municipio, nao foi contudo solicitado pelo mesmo. Foi um estudo prévio, pedido pela Junta de Freguesia de Arcozelo para dinamizar e convidar a ida ao topo do monte. Na elaboração deste estudo prévio, esteve também presente a arquitecta Marta Monteiro Castro que trabalha no municipio. Para que não existem dúvidas ou maus entendidos, foi solicitado pela Vila de Arcozelo e ainda nao saiu do estudo prévio, Pode ser que o município me convide para elaborar o projecto, quiçá? Seria interessante começar apostar nos jovens limianos

Duarte Cerqueira

ALFF disse...

Isto tudo até podia ser giro se na subida para o monte não tivessemos que ver aquelas pedreiras horrorosas que mancham o nosso postal de forma grave.

Mas tenho que concordar com a Mona Lisa que este tipo de arquitecturas já começam a fartar, penso que a área em questão merecia outro tipo de projecto.