quinta-feira, 16 de abril de 2009

...e a dupla passadeira.



3 comentários:

Anónimo disse...

Percebo a questão estética, mas o código de estrada não prevê a 2ª "passadeira"...

André disse...

Também concordo que esta é a forma mais correcta de sinalizar a passadeira. No entanto, à saída da ponte medieval existe uma solução que quebra esta coerência e instala a confusão. Embora compreenda a questão estética neste último caso..

trigalfa disse...

As obrigações dos condutores são praticamente iguais caso haja passadeiras ou não. Em ambos os casos, e não havendo sinalização luminosa, os peões só podem atravessar a estrada se os condutores estiverem em condições de parar ou diminuir a velocidade em tempo útil. pelo contrário os peões têm mais obrigações porque no espaço de 50 metros só o podem fazer nas passadeiras. portanto para incentivar uma conduçãoi mais prudente dos automobilistas as passadeiras irregulares são suficientes, dispensando-se esta aberrante duplicação.